Perguntas Frequentes




O que é a reprogramação de centralina

   Com a reprogramação de centralina, são otimizados os parâmetros originais da centralina do motor em função do pedido do cliente. Pode ser feita uma reprogramação para aumentar a potência e binário originais, melhorar consumos, aumentar a velocidade de ponta ou mesmo para limitar a velocidade máxima. Através da reprogramação de centralina, consegue-se alterar a gestão do motor de acordo com as necessidades do cliente.


Vantagens

   Consegue-se uma otimização da gestão do motor aumentando a potência e binário, mantendo os consumos originais ou até melhorando os mesmos.
É possível a reprogramação com o objetivo de limitar a velocidade máxima de, por exemplo, carros de empresas que tenham viaturas comercias e queiram limitar a velocidade das mesmas.
Devido ao avançado desenvolvimento das centralinas de motor, é possível atingir níveis de potência elevados sem danificar os órgãos mecânicos porque na gestão do motor existem vários parâmetros de segurança que podem ser programados de forma a detetar anomalias.
A reprogramação de centralina, é um método seguro de aumento de potência


Métodos de Reprogramação

   Existem vários métodos de reprogramação que diferem consoante o modelo da viatura.
O método mais usual e mais simples, é a reprogramação por ficha de diagnostico (ficha OBD).
Quando a reprogramação por OBD não é possível, é necessária a intervenção direta na centralina. Pode ser por método de “chip”, em que são extraídas da centralina as memorias originais para serem programadas diretamente ou então a comunicação pode também ser feita pelo método boot ou BDM, que consiste na leitura e escrita com comunicação por pontos de teste existentes na placa da centralina. Na TXP tentamos estar sempre atualizados no mercado de forma a conseguir fazer o maior numero possível de viaturas pela ficha de diagnostico de forma a minimizar os riscos da intervenção direta na centralina.